Mundial de Fórmula 1
Futebol Nacional
Campeonato Brasileiro - Série A
Campeonato Brasileiro - Série B
Campeonato Brasileiro - Série C
Copa do Brasil
Copa do Nordeste
Copa Verde
Primeira Liga
Campeonato Paulista
Campeonato Carioca
Campeonato Mineiro
Campeonato Gaúcho
Futebol Internacional
Taça Libertadores
Liga dos Campeões
Liga Europa
Campeonato Alemão
Campeonato Espanhol
Campeonato Inglês
Futebol de Seleções
Eliminatórias - América do Sul
Eliminatórias - CONCACAF
Eliminatórias - Europa
Eliminatórias - Ásia
Eliminatórias - África
Rankings Chance de Gol
Ranking de Seleções
Ranking Mundial de Clubes
Ranking de Clubes Brasileiros
Como Funciona
Entenda os Cálculos
Curso Rápido - Parte I
Curso Rápido - Parte II
Estatísticas e Medidas
Cursos e Palestras
Mais Sobre o Chance de Gol
Placar Chance de Gol
Campeonatos Passados
Chance de Gol no Facebook
Chance de Gol no Twitter
Chance de Gol no Youtube
Rádio Chance de Gol
Fale Conosco
O Autor
Quem Sou Eu
Colunas No Ângulo
Acertando as Contas
Artigo - Medalhas de 2012
Artigo - Copas em 2013
Artigo - 1000 jogos da Seleção
Artigo - Gigantes rebaixados
Artigo - Proposta de calendário
Artigo - Sugestão de Copa do Mundo
Outros - Ranking matemático
Outros - Ranking da Fórmula 1
Outros - Ranking de torcidas
Outros - Seleções históricas
Links
Sites Parceiros
Futebol ao Vivo
        
  

Análise do Quadro de Medalhas das Olimpíadas 2012
(artigo publicado em 15/08/2012)



As Olimpíadas de Londres-2012 chegaram ao fim e o diagnóstico do desempenho brasileiro (e das perspectivas para o Rio-2016) através do quadro de medalhas é inevitável.

Pos. País Ouro Prata Bronze Total
EUA 46 29 29 104
China 38 27 23 88
Grã-Bretanha 29 17 19 65
Rússia 24 26 32 82
Coréia do Sul 13 8 7 28
...          
18º Jamaica 4 4 4 12
...          
22º Brasil 3 5 9 17
Quadro I - Classificação "oficial" das Olimpíadas

Todos os canais de TV, revistas, jornais, sites etc. baseiam suas análises no quadro "oficial" acima, no qual o Brasil aparece atrás de nações menos "famosas", como por exemplo a Jamaica. A posição do Brasil e da Jamaica nesse quadro, contudo, é fruto de uma distorção importantíssima que, infelizmente, tem passado batida pela imprensa brasileira há muitas e muitas edições dos Jogos Olímpicos: existem esportes que distribuem mais medalhas do que outros, o que numa contabilização "bruta" acaba favorecendo.países que são mais fortes em esportes cheios de modalidades e "submodalidades", em detrimento de nações cuja maior expressão técnica se concentra em esportes menos "subdivididos".

As doze medalhas conquistadas pela Jamaica foram vencidas em um único esporte (atletismo), enquanto os três ouros do Brasil vieram de três esportes diferentes (ginástica, judô e vôlei) e o conjunto das 17 medalhas brasileiras tem origem em nada menos que oito esportes diferentes (os três já citados mais boxe, futebol, iatismo, natação e pentatlo moderno). É justo, então, que a Jamaica figure acima do Brasil no "ranking" das Olimpíadas? Do ponto de vista da multiplicidade esportiva característica dos Jogos Olímpicos um país X que se converta em potência do atletismo, ignore os outros esportes e abocanhe 40 medalhas "vale mais" que um país Y que seja forte em quinze esportes diferentes e conquiste "apenas" 15 medalhas?

Para se eliminar essa distorção, venho propor um novo quadro de medalhas baseado na classificação final de cada esporte, de modo a equalizar a contribuição de cada esporte à estatística final dos Jogos Olímpicos. Como ilustração desse sistema, tomemos o judô como exemplo (poderia ser qualquer outro esporte, mas o judô tem um bom número de modalidades - nem muito grande nem muito pouco - para a visualização do raciocínio):

Modalidade Ouro Prata Bronze
masculino
até 60kg
Rússia Japão Brasil
Uzbequistão
masculino
até 66kg
Geórgia Hungria Japão
Coréia do Sul
masculino
até 73kg
Rússia Japão Mongólia
França
masculino
até 81kg
Coréia do Sul Alemanha Rússia
Canadá
masculino
até 90kg
Coréia do Sul Cuba Grécia
Japão
masculino
até 100kg
Rússia Mongólia Alemanha
Holanda
masc. acima
de 100kg
França Rússia Brasil
Alemanha
 
Modalidade Ouro Prata Bronze
feminino
até 48kg
Brasil Romênia Hungria
Bélgica
feminino
até 52kg
Coréia do Norte Cuba Itália
França
feminino
até 57kg
Japão Romênia EUA
França
feminino
até 63kg
Eslovênia China Japão
França
feminino
até 70kg
França Alemanha Colômbia
Holanda
feminino
até 78kg
EUA Grã-Bretanha França
Brasil
fem. acima
de 78kg
Cuba Japão Grã-Bretanha
China

Esses quadros nos permitem construir, então, as classificações finais específicas do judô, conforme segue abaeixo:

Judô Masculino - classificação
Pos. País Ouro Prata Bronze
Rússia 3 1 1
Coréia do Sul 2 0 1
França 1 0 1
Geórgia 1 0 0
Japão 0 2 2
Alemanha 0 1 2
Mongólia 0 1 1
Cuba 0 1 0
Hungria 0 1 0
10º Brasil 0 0 2
11º Canadá 0 0 1
11º Grécia 0 0 1
11º Holanda 0 0 1
11º Uzbequistão 0 0 1
  Judô Feminino - classificação
Pos. País Ouro Prata Bronze
Japão 1 1 1
Cuba 1 1 0
França 1 0 4
Brasil 1 0 1
EUA 1 0 1
Coréia do Norte 1 0 0
Eslovênia 1 0 0
Romênia 0 2 0
China 0 1 1
Grã-Bretanha 0 1 1
11º Alemanha 0 1 0
12º Bélgica 0 0 1
12º Colômbia 0 0 1
12º Holanda 0 0 1
12º Hungria 0 0 1
12º Itália 0 0 1

Diante desses quadros, podemos considerar Rússia, Coréia do Sul e França como respectivamente "campeã", "vice-campeã" e "terceira colocada" do judô masculino e podemos contabilizar a esses países, respectivamente, uma medalha de ouro, uma de prata e uma de bronze no quadro de classificação geral das Olimpíadas. O mesmo pode ser dito e feito com relação a Japão, Cuba e França com respeito ao judô feminino. Pode-se perguntar o porquê da confecção de duas classificações separadas (masculino e feminino) em vez de uma classificação única do judô. E eu apresento duas razões básicas para essa separação:
   - Há esportes em que são colocadas mais medalhas em disputa nas categorias/modadlidades masculinas do que nas femininas. Nesses casos, a classificação unificada tenderia a beneficiar os países mais fortes no masculino, em detrimento daqueles que são mais expressivos no feminino, o que seria uma distorção similar àquela que estamos tentando combater.
   - Em esportes coletivos nos quais há apenas duas medalhas em disputa (uma masculina e uma feminina), a contabilização unificada provocaria inúmeros empates como os ilustrados no quadro abaixo, só havendo desempate quando um mesmo país coincidentemente terminasse nos dois pódios:

Pos. País Ouro Prata Bronze Total
campeão masculino 1 0 0 1
campeão feminino 1 0 0 1
vice masculino 0 1 0 1
vice feminino 0 1 0 1
3º colocado masculino 0 0 1 1
3º colocado feminino 0 0 1 1

Assim, diante dos critérios e motivos expostos até aqui, os "pódios" de cada esporte em Londres-2012 foram:

Esporte Ouro Prata Bronze
Atletismo Masculino EUA (3o9p3b) Jamaica (3o2p2b) Grã-Bretanha (2o0p1b)
Atletismo Feminino RÚSSIA (6o5p5b) EUA (6o4p4b) Etiópia (3o0p2b)
Badminton * CHINA (5o2p1b) Dinamarca (0o1p1b) Japão (0o1p0b)
Malásia (0o1p0b)
Basquete Masculino EUA (1o0p0b) Espanha (0o1p0b) Rússia (0o0p1b)
Basquete Feminino EUA (1o0p0b) França (0o1p0b) Austrália (0o0p1b)
Boxe Masculino UCRÂNIA (2o1p2b) Grã-Bretanha (2o1p1b) Cuba (2o0p1b)
Boxe Feminino EUA (1o0p1b) Grã-Bretanha (1o0p0b)
Irlanda (1o0p0b)
-
Canoagem Masculino ALEMANHA (2o1p3b) Grã-Bretanha (2o1p1b) Hungria (1o1p0b)
Canoagem Feminino HUNGRIA (2o1p1b) Alemanha (1o1b) França (1o0p0b)
Nova Zelândia (1o0p0b)
Ciclismo Masculino GRÃ-BRETANHA (5o0p2b) Cazaquistão (1o0p0b)
Dinamarca (1o0p0b)
Letônia (1o0p0b)
República Tcheca (1o0p0b)
-
Ciclismo Feminino GRÃ-BRETANHA (3o2p0b) EUA (1o2p1b) Alemanha (1o2p0b)
Esgrima Masculino ITÁLIA (1o1p1b) Coréia do Sul (1o0p2b) China (1o0p0b)
Hungria (1o0p0b)
Venezuela (1o0p0b)
Esgrima Feminino ITÁLIA (2o1p1b) Coréia do Sul (1o1p1b) China (1o0p1b)
Ucrânia (1o0p1b)
Futebol Masculino MÉXICO (1o0p0b) Brasil (0o1p0b) Coréia do Sul (0o0p1b)
Futebol Feminino EUA (1o0p0b) Japão (0o1p0b) Canadá (0o0p1b)
Ginástica Artística Masculino CHINA (4o1p2b) Japão (1o2p) Brasil (1o0p0b)
Coréia do Sul (1o0p0b)
Holanda (1o0p0b)
Hungria (1o0p0b)
Ginástica Artística Feminino EUA (3o1p1b) China (1o3p1b) Rússia (1o2p3b)
Ginástica Rítmica Feminino RÚSSIA (2o1p0b) Bielo-Rússia (0o1p1b) Itália (0o0p1b)
Handebol Masculino FRANÇA (1o0p0b) Suécia (0o1p0b) Croácia (0o0p1b)
Handebol Feminino NORUEGA (1o0p0b) Montenegro (0o1p0b) Espanha (0o0p1b)
Hipismo * GRÃ-BRETANHA (3o1p1b) Alemanha (2o1p1b) Suíça (1o0p0b)
Hóquei Masculino ALEMANHA (1o0p0b) Holanda (0o1p0b) Austrália (0o0p1b)
Hóquei Feminino HOLANDA (1o0p0b) Argentina (0o1p0b) Grã-Bretanha (0o0p1b)
Iatismo * AUSTRÁLIA (3o1p0b) Espanha (2o0p0b) Grã-Bretanha (1o4p0b)
Judô Masculino RÚSSIA (3o1p1b) Coréia do Sul (2o0p1b) França (1o0p1b)
Judô Feminino JAPÃO (1o1p1b) Cuba (1o1p0b) França (1o0p4b)
Levantamento de Peso Masculino CHINA (2o2p0b) Coréia do Norte (2o0p0b) Irã (1o2p1b)
Levantamento de Peso Feminino CAZAQUISTÃO (3o0p0b)
CHINA (3o0p0b)
- Coréia do Norte (1o0p0b)
Luta Masculino RÚSSIA (3o2p4b) Irã (3o1p2b) Azerbaijão (2o1p2b)
Luta Feminino JAPÃO (3o0p0b) Rússia(1o0p1b) Azerbaijão (0o1p1b)
Canadá (0o1p1b)
Nado Sincronizado Feminino RÚSSIA (2o0p0b) China (0o1p1b)
Espanha (0o1p1b)
-
Natação Masculino EUA (8o5p3b) França (3o1p0b) China (2o1p1b)
Natação Feminino EUA (8o4p3b) China (3o1p2b) Holanda (2o1p1b)
Pentatlo Moderno Masculino REPÚBLICA TCHECA (1o0p0b) China (0o1p0b) Hungria (0o0p1b)
Pentatlo Moderno Feminino LITUÂNIA (1o0p0b) Grã-Bretanha (0o1p0b) Brasil (0o0p1b)
Pólo Aquático Masculino CROÁCIA (1o0p0b) Itália (0o1p0b) Sérvia (0o0p1b)
Pólo Aquático Feminino EUA (1o0p0b) Espanha (0o1p0b) Austrália (0o0p1b)
Remo Masculino NOVA ZELÂNDIA (3o1p1b) Alemanha (2o0p0b) Grã-Bretanha (1o2p3b)
Remo Feminino GRÃ-BRETANHA (3o0p0b) EUA (1o0p1b) República Tcheca (1o0p0b)
Ucrânia (1o0p0b)
Saltos Ornamentais Masculino CHINA (2o2p1b) Rússia (1o1p0b) EUA (1o0p2b)
Saltos Ornamentais Feminino CHINA (4o1p0b) México (0o1p1b) Austrália (0o1p0b)
EUA (0o1p0b)
Taekwondo Masculino ESPANHA (1o1p0b) Itália (1o0p1b) Argentina (1o0p0b)
Turquia (1o0p0b)
Taekwondo Feminino CHINA (1o1p0b) Coréia do Sul (1o0p0b)
Grã-Bretanha (1o0p0b)
Sérvia (1o0p0b)
-
Tênis * EUA (3o0p1b) Grã-Bretanha (1o1p0b) Bielo-Rússia (1o0p1b)
Tênis de Mesa Masculino CHINA (2o1p0b) Coréia do Sul (0o1p0b) Alemanha (0o0p2b)
Tênis de Mesa Feminino CHINA (2o1p0b) Japão (0o1p0b) Cingapura (0o0p2b)
Tiro Masculino CORÉIA DO SUL (2o2p1b) Itália (1o3p0b) EUA (1o0p1b)
Tiro Feminino CHINA (2o2p1b) EUA (2o0p0b) Coréia do Sul (1o0p0b)
Itália (1o0p0b)
Tiro com Arco Masculino CORÉIA DO SUL (1o0p1b) Itália (1o0p0b) Japão (0o1p0b)
EUA (0o1p0b)
Tiro com Arco Feminino CORÉIA DO SUL (2o0p0b) México (0o1p1b) China (0o1p0b)
Triatlo Masculino GRÃ-BRETANHA (1o0p1b) Espanha (0o1p0b) -
Triatlo Feminino SUÍÇA (1o0p0b) Suécia (0o1p0b) Austrália (0o0p1b)
Vôlei Masculino ALEMANHA (1o0p0b)
RÚSSIA (1o0p0b)
- Brasil (0o2p0b)
Vôlei Feminino EUA (1o2p0b) Brasil (1o0p1b) Japão (0o0p1b)
* Esportes que tiveram pelo menos uma modalidade mista e, por essa razão, não podem ser separados em masculino e feminino

O quadro de classificação, montado a partir da contabilização de medalhas da tabela acima, seria então:

Pos. País Ouro Prata Bronze
EUA 11 4 4
China 10 4 4
Rússia 6 2 2
Grã-Bretanha 5 6 4
Coréia do Sul 3 5 3
Alemanha 3 3 2
Itália 2 4 2
Japão 2 3 3
Espanha 1 5 1
10º França 1 2 3
11º México 1 2 0
12º Holanda 1 1 2
13º República Tcheca 1 1 1
14º Cazaquistão 1 1 0
15º Austrália 1 0 5
16º Hungria 1 0 4
17º Ucrânia 1 0 2
18º Croácia 1 0 1
18º Nova Zelândia 1 0 1
18º Suíça 1 0 1
21º Lituânia 1 0 0
22º Noruega 1 0 0
23º Brasil 0 2 3
24º Dinamarca 0 2 0
24º Suécia 0 2 0
26º Argentina 0 1 1
26º Bielo-Rússia 0 1 1
26º Coréia do Norte 0 1 1
26º Cuba 0 1 1
26º Irã 0 1 1
26º Sérvia 0 1 1
32º Irlanda 0 1 0
32º Jamaica 0 1 0
32º Letônia 0 1 0
32º Montenegro 0 1 0
36º Azerbaijão 0 0 2
36º Canadá 0 0 2
38º Cingapura 0 0 1
38º Etiópia 0 0 1
38º Malásia 0 0 1
38º Turquia 0 0 1
38º Venezuela 0 0 1
Quadro II - Classificação alternativa
(cada esporte contribuindo com um pódio)
(ordenado por medalhas)

Note-se que o Brasil (medalhado em vários esportes) praticamente não mudou de posição (passa do 22º parao 23º lugar), enquanto a Jamaica (competitiva apenas no atletismo) cai do 18º para o 32º lugar, o que mostra quão essa abordagem é mais justa do que a "oficial" no que se refere a países cujas forças se concentram em esportes com menos medalhas em disputa.

Ainda se pode argumentar, no entanto, que a classificação por medalhas de ouro (usando as medalhas de prata e de bronze como critérios secundários) também acarreta distorções, uma vez que, se o país X conquistar 1 ouro, 0 prata e 0 bronze e o pais Y obtiver 0 ouros, 25 pratas e 18 bronzes, o país Y terá tido um desempenho indiscutivelmente mais expressivo, embora apareça numa posição inferior à do país X numa classificação realizada sob o critério "oficial". Compare-se, por exemplo, o desempenho do Brasil com os desempenhos de Lituânia e Noruega no quadro acima.

Uma proposta para minimizar essa distorção seria a atribuição de pontos por medalha, contabilizando, por exemplo, 3 pontos para cada medalha de ouro, 2 para cada prata e 1 para cada bronze. Dessa forma, as classificações do judô (utilizado como exemplo mais acima) seriam:

Judô Masculino - classificação
Pos. País Ouro Prata Bronze Pontos
Rússia 3 1 1 12
Coréia do Sul 2 0 1 7
Japão 0 2 2 6
França 1 0 1 4
Alemanha 0 1 2 4
Geórgia 1 0 0 3
Mongólia 0 1 1 3
Cuba 0 1 0 2
Hungria 0 1 0 2
10º Brasil 0 0 2 2
11º Canadá 0 0 1 1
11º Grécia 0 0 1 1
11º Holanda 0 0 1 1
11º Uzbequistão 0 0 1 1
  Judô Feminino - classificação
Pos. País Ouro Prata Bronze Pontos
França 1 0 4 7
Japão 1 1 1 6
Cuba 1 1 0 5
Brasil 1 0 1 4
EUA 1 0 1 4
Romênia 0 2 0 4
Coréia do Norte 1 0 0 3
Eslovênia 1 0 0 3
China 0 1 1 3
Grã-Bretanha 0 1 1 3
11º Alemanha 0 1 0 2
12º Bélgica 0 0 1 1
12º Colômbia 0 0 1 1
12º Holanda 0 0 1 1
12º Hungria 0 0 1 1
12º Itália 0 0 1 1

De acordo com esse critério, os "pódios" para cada esporte seriam os seguintes (países com pontuação igual foram desempatados pelo número de medalhas de ouro, seguidos pelo número de pratas e pelo número de bronzes):

Esporte Ouro Prata Bronze
Atletismo Masculino EUA (30) Jamaica (15) Quênia (12)
Atletismo Feminino RÚSSIA (33) EUA (30) Etiópia (11)
Badminton * CHINA (20) Dinamarca (3) Japão (2) (0o1p0b)
Malásia (2) (0o1p0b)
Basquete Masculino EUA (3) Espanha (2) Rússia (1)
Basquete Feminino EUA (3) França (2) Austrália (1)
Boxe Masculino UCRÂNIA (10) Grã-Bretanha (9) Cuba (7) (2o1p1b)
Boxe Feminino EUA (4) (1o1p1b) Rússia (4) (0o2p0b) Grã-Bretanha (3) (1o0p0b)
Irlanda (3) (1o0p0b)
Canoagem Masculino ALEMANHA (11) Grã-Bretanha (9) Hungria (5) (1o1p0b)
Canoagem Feminino HUNGRIA (9) Alemanha (5) Ucrânia (4)
Ciclismo Masculino GRÃ-BRETANHA (17) França (6) Alemanha (5) (0o2p1b)
Austrália (5) (0o2p1b)
Ciclismo Feminino GRÃ-BRETANHA (13) EUA (8) Alemanha (7)
Esgrima Masculino ITÁLIA (6) Coréia do Sul (5) China (3) (1o0p0b)
Hungria (3) (1o0p0b)
Venezuela (3) (1o0p0b)
Esgrima Feminino ITÁLIA (9) Coréia do Sul (6) China (4) (1o0p1b)
Ucrânia (4) (1o0p1b)
Futebol Masculino MÉXICO (3) Brasil (2) Coréia do Sul (1)
Futebol Feminino EUA (3) Japão (2) Canadá (1)
Ginástica Artística Masculino CHINA (16) Japão (7) Alemanha (6)
Ginástica Artística Feminino EUA (12) China (10) (1o3p1b) Rússia (10) (1o2p3b)
Ginástica Rítmica Feminino RÚSSIA (8) Bielo-Rússia (3) Itália (1)
Handebol Masculino FRANÇA (3) Suécia (2) Croácia (1)
Handebol Feminino NORUEGA (3) Montenegro (2) Espanha (1)
Hipismo * GRÃ-BRETANHA (12) Alemanha (9) Holanda (7)
Hóquei Masculino ALEMANHA (3) Holanda (2) Austrália (1)
Hóquei Feminino HOLANDA (3) Argentina (2) Grã-Bretanha (1)
Iatismo * AUSTRÁLIA (11) (3o1p0b) Grã-Bretanha (11) (1o4p0b) Espanha (6)
Judô Masculino RÚSSIA (12) Coréia do Sul (7) Japão (6)
Judô Feminino FRANÇA (7) Japão (6) Cuba (5)
Levantamento de Peso Masculino CHINA (10) Irã (8) Coréia do Norte (6)
Levantamento de Peso Feminino CAZAQUISTÃO (9) (3o0p0b)
CHINA (9) (3o0p0b)
- Rússia (6)
Luta Masculino RÚSSIA (17) Irã (13) Azerbaijão (10)
Luta Feminino JAPÃO (9) Rússia (4) Azerbaijão (3) (0o1p1b)
Canadá (3) (0o1p1b)
Nado Sincronizado Feminino RÚSSIA (6) China (3)
Espanha (3)
-
Natação Masculino EUA (37) França (11) China (9)
Natação Feminino EUA (35) China (13) (3o1p2b) Austrália (13) (1o4p2b)
Pentatlo Moderno Masculino REPÚBLICA TCHECA (3) China (2) Hungria (1)
Pentatlo Moderno Feminino LITUÂNIA (3) Grã-Bretanha (2) Brasil (1)
Pólo Aquático Masculino CROÁCIA (3) Itália (2) Sérvia (1)
Pólo Aquático Feminino EUA (3) Espanha (2) Austrália (1)
Remo Masculino NOVA ZELÂNDIA (10) (3o0p1b) Grã-Bretanha (10) (1o2p3b) Alemanha (6)
Remo Feminino GRÃ-BRETANHA (9) Austrália (5) EUA (4)
Saltos Ornamentais Masculino CHINA (11) Rússia (5) (1o1p0b) EUA (5) (1o0p2b)
Saltos Ornamentais Feminino CHINA (14) México (3) Austrália (2) (0o1p0b)
EUA (2) (0o1p0b)
Taekwondo Masculino ESPANHA (5) Itália (4) Argentina (3) (1o0p0b)
Turquia (3) (1o0p0b)
Taekwondo Feminino CHINA (5) Coréia do Sul (3) (1o0p0b)
Grã-Bretanha (3) (1o0p0b)
Sérvia (3) (1o0p0b)
-
Tênis * EUA (10) Grã-Bretanha (5) Bielo-Rússia (4)
Tênis de Mesa Masculino CHINA (7) Coréia do Sul (2) (0o1p0b) Alemanha (1) (0o0p2b)
Tênis de Mesa Feminino CHINA (7) Japão (2) (0o1p0b) Cingapura (1) (0o0p2b)
Tiro Masculino CORÉIA DO SUL (10) Itália (9) EUA (4)
Tiro Feminino CHINA (11) EUA (6) Coréia do Sul (3) (1o0p0b)
Itália (3) (1o0p0b)
Tiro com Arco Masculino CORÉIA DO SUL (4) Itália (3) Japão (2) (0o1p0b)
EUA (2) (0o1p0b)
Tiro com Arco Feminino CORÉIA DO SUL (6) México (3) China (2)
Triatlo Masculino GRÃ-BRETANHA (4) Espanha (2) -
Triatlo Feminino SUÍÇA (3) Suécia (2) Austrália (1)
Vôlei Masculino BRASIL (4) Alemanha (3) (1o0p0b)
Rússia (3) (1o0p0b)
-
Vôlei Feminino EUA (7) Brasil (4) Japão (1)
* Esportes que tiveram pelo menos uma modalidade mista e, por essa razão, não podem ser separados em masculino e feminino

E a tabela geral de classificação, construída sob o mesmo critério, seria:

Pos. País Ouro Prata Bronze Pontos
EUA 11 3 5 44
China 10 4 4 42
Grã-Bretanha 5 7 2 31
Rússia 5 4 3 26
Coréia do Sul 3 5 2 21
Alemanha 2 3 5 17
Itália 2 4 2 16
Japão 1 4 4 15
Espanha 1 4 2 13
10º França 2 3 0 12
11º Austrália 1 1 7 12
12º Brasil 1 2 1 8
13º México 1 2 0 7
14º Holanda 1 1 1 6
15º Hungria 1 0 3 6
16º Ucrânia 1 0 2 5
17º Croácia 1 0 1 4
18º Irã 0 2 0 4
18º Suécia 0 2 0 4
20º Cazaquistão 1 0 0 3
20º Lituânia 1 0 0 3
20º Noruega 1 0 0 3
20º República Tcheca 1 0 0 3
20º Suíça 1 0 0 3
25º Argentina 0 1 1 3
25º Bielo-Rússia 0 1 1 3
25º Sérvia 0 1 1 3
28º Dinamarca 0 1 0 2
28º Jamaica 0 1 0 2
28º Montenegro 0 1 0 2
31º Azerbaijão 0 0 2 2
31º Canadá 0 0 2 2
31º Cuba 0 0 2 2
34º Cingapura 0 0 1 1
34º Coréia do Norte 0 0 1 1
34º Etiópia 0 0 1 1
34º Irlanda 0 0 1 1
34º Malásia 0 0 1 1
34º Quênia 0 0 1 1
34º Turquia 0 0 1 1
34º Venezuela 0 0 1 1
Quadro III - Classificação alternativa
(cada esporte contribuindo com um pódio)
(ordenado por pontos)

Perceba-se que o Brasil (competitivo em vários esportes) agora figura em 12º lugar e a Jamaica (inexistante fora do atletismo) em 28º lugar.

Por fim, é interessante perceber, também, que a classificação alternativa por pontos é menos sensível a mudanças pontuais (e conseqüentemente refletem com mais robustez a relação de forças entre os diversos países) do que a classificação por medalhas. Suponha-se, por exemplo, que as seleções masculinas de futebol e vôlei tivessem conquistado as medalhas de ouro, em vez das pratas que de fato obtiveram:
- no Quadro I, o Brasil subiria do 22º para o 16º lugar;
- no Quadro II, o Brasil subiria do 23º para o 9º lugar;
- no Quadro III, o Brasil permaneceria no 12º lugar.

Alguém ainda poderia argumentar que o ciclismo de pista distribui mais medalhas que o ciclismo de estrada, que o nado de peito distribui menos medalhas que o nado livre e que esses e outros casos semelhantes também causam distorções indesejáveis. Outros poderiam propor pesos diferentes de (3-2-1) para as medalhas de ouro, prata e bronze. Outros, ainda, poderiam sugerir que as medalhas "divididas" nos diversos quadros (como, por exemplo, Azerbaijão e Canadá na luta feminina) sejam desempatadas pelo maior número de quartos lugares, seguido dos números de quintos lugares e assim sucessivamente.

Todas essas são observações válidas e podem ser sempre aperfeiçoadas. As propostas sumarizadas nos quadros II e III são apenas pontapés iniciais e as portas estão abertas a quem quiser propor novos desenvolvimentos e aprimoramentos.


Outros artigos:
- Como funcionarão as Copas do Brasil, Libertadores e Sul-Americana a partir de 2013
- Olhando com lente de aumento os "1000 jogos da Seleção Brasileira"
- Os gigantes que já caíram
- Uma proposta para o calendário do futebol brasileiro em 2014
- Uma sugestão de reformulação da Copa do Mundo






Voltar para o Início
  







Design by alexveiga.com